segunda-feira, 5 de maio de 2008

Um jogo de bilhar em câmara lenta e também no InfraVermelho

O que é que se pode aprender num jogo de bilhar? Poderíamos dizer que depende do olhar! No visível podemos analisar as variações do momento linear e relacioná-las com as forças. No visível também se apreciam variações de energia cinética. Mas no infravermelho podemos apreciar, de modo mais claro, determinadas variações de energia interna que pertencem, à primeira vista, a um mundo imaginado pelo físico.

Apresentamos um segmento de um DVD fenomenal em que se filmam movimentos de bolas de bilhar com câmaras especiais (2000 fotogramas por segundo) no visível e no infravermelho. Esta última com uma sensibilidade extraordinária de 0,08 ºC. É assim possível ver o que usualmente apenas imaginamos: deformações e pequeníssimas variações de temperatura das bolas e do pano da mesa.

Aproveitamos para divulgar um sítio web onde poderá encontrar diversos clips vídeo que podem ser úteis para acompanhar a ilustração de determinados conceitos, ou mesmo para retirar ideias para experiências simples: PHYSCLIPS - um espaço criado pela Escola de Física da Universidade de New South Wales na Austrália e com uma licença Creative Commons: Atribuição para Uso Não Comercial - Proibição de Criação de Obras Derivadas 2.5, o que significa que se pode fazer o download dos vídeos e utilizá-los, legalmente, para fins educativos.

Legendas adicionadas a vídeo do canal colincolenso do YouTube:



Entradas relacionadas deste blogue:

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails