terça-feira, 22 de abril de 2008

Pode uma galáxia morrer?

Este é um vídeo incluído na famosa série Ask an Astronomer ("Pergunta a um Astrónomo") que, por sua vez, faz parte da colecção de vídeos (para feed deste videocast clique aqui) do serviço educativo do Telescópio Espacial Spitzer da NASA (os mesmo vídeos podem ser encontrados no canal SpitzerJim do YouTube).

A escala de tempos na natureza é inimaginavelmente prodigiosa. Quanto dura uma vida? Quanto tempo existe num segundo? Quase 500 000 vidas de um muão? Quase nada para um ser humano? E quanto tempo existe num milhar de milhões de anos para uma estrela? Provavelmente menos de um décimo da sua vida.

Será que também se pode falar da morte de uma galáxia? Para haver produção de novas gerações de estrelas é necessário que se formem nuvens suficientemente grandes e densas de gás interestelar. Mas este processo não se repete indefinidamente. Supõe-se que a era de formação de novas estrelas acabará, provavelmente, dentro de 100 mil milhões de anos. Quando essas estrelas acabarem por morrer, as "galáxias" serão constituídas, fundamentalmente, por anãs brancas, estrelas de neutrões e buracos negros. Será que ainda as podemos chamar de galáxias?

Legendas adicionadas a vídeo (ver aqui transcrição do texto original) do canal SpitzerJim do YouTube:



Mensagens relacionadas deste blogue:

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails