sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Entrelaçamento quântico

O entrelaçamento quântico (quantum entanglement) é uma propriedade caracaterística da mecânica quântica (num estado entrelaçado existe uma correlação de determinadas propriedades de duas ou mais partículas). Os estados entrelaçados parecem estar em conflito com a Teoria da Relatividade, pois a informação não pode ser transferida mais rapidamente do que a velocidade da luz. Com base na ideia anterior, Einstein, Podolsky e Rosen questionaram, em 1935, a validade das leis da Mecânica Quântica (paradoxo EPR).

Muitas vezes as discussões sobre as implicações da física quântica resvalam rapidamente para um plano especulativo e pseudo-científico. Esta queda resulta não só da tentativa de se querer manter os mesmos conceitos que se utilizam para entender o mundo clássico, como, por vezes, da criação de ilações para planos metafísicos muito afastados dos contextos em que a própria teoria foi criada. Estes factos não deixam de ser curiosos, já que a mecânica quântica é, entre o conjunto das teorias físicas, a que consegue produzir resultados de maior precisão.

Cai, obviamente, neste conjunto especulativo o filme de onde foi extraído este vídeo. No entanto, não deixa de ser importante a divulgação deste excerto para que se possa exercitar o espírito crítico. Neste caso, a afirmação de que é possível ver um objecto em dois sítios simultaneamente é contrária aos pincípios mais básicos da física quântica: o que sucede é que as partículas "muito pequenas" (partículas subatómicas, átomos ou até moléculas) comportam-se, quando não estamos a ver, como se estivessem em várias posições simultaneamente. Mas essa é apenas uma contradição que resulta da nossa insistência em querer manter o conceito de posição para um sistema "muito pequeno".

Legendas adicionadas a vídeo do canal jeanjeansl do YouTube pelo aluno Tiago Correia da Esc. Sec. c/ 3º CEB Dr. Joaquim de Carvalho:



Mensagens relacionadas deste blogue:

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails