sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Estrutura e padrão de rotação de um furacão

Os ciclones tropicais ou furacões são importantes no sistema de circulação atmosférica, pois permitem uma transferência de calor da região equatorial para as latitudes mais altas. O efeito da força de Coriolis inicia e ajuda a manter a rotação de um ciclone tropical.

A força de Coriolis é uma força que não resulta da interacção entre dois corpos. Esta força deve ser considerada quando se pretende aplicar as leis de Newton num referencial em rotação (como é o caso do planeta Terra). Foi descrita pela primeira vez pelo engenheiro francês Gustave-Gaspard Coriolis (1792-1843) em 1835 ao estudar o movimento relativo dos corpos, nomeadamente, a tranferência de energia em rodas hidráulicas. Ilustração da descrição do movimento de um corpo num referencial em rotação:


Só nos finais do século XIX é que este efeito começa a ser estudado no contexto dos fenómenos atmosféricos: na Terra um objecto que se mova de norte para sul será desviado para a direita no hemisfério Norte e para a esquerda no hemisfério Sul. O efeito de Coriolis é importante não só em meteorologia como também em oceanografia, balística e astrofísica. Ilustração das forças de Coriolis na circulação atmosférica:
Ilustração do efeito de Coriolis por Anders Persson, Licença GNU de Documentação Livre


Legendas adicionadas a vídeo do canal BritannicaOnline do YouTube por Ricardo Dionísio (aluno da Esc. Sec. c/ 3º CEB Dr. Joaquim de Carvalho):



Por que é que as tempestades tropicais normalmente não se desenvolvem junto à linha do equador?

Este vídeo faz parte da estratégia de marketing da Encyclopædia Britannica, Inc., sediada em Chicago, Illinois: uma fonte de informação online sobre milhares de tópicos.

Mensagens relacionadas deste blogue:

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails