sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Difracção da luz e princípio de incerteza de Heisenberg

Neste vídeo o físico Walter Lewin dá-nos uma primeira explicação da estranheza conceptual do princípio de incerteza de Heisenberg. Para o fazer utiliza o exemplo da difracção da luz numa fenda estreita.

Relembrando o que Richard Feynman nos diz sobre esta relação:
"(...) quando tentam apertar demasiado a luz para terem a certeza de que apenas caminha em linha recta, ela recusa cooperar e começa a dispersar-se. Isto é um exemplo do «princípio de incerteza»: verifica-se uma espécie de complemetariedade entre saber para onde a luz se dirige entre os blocos e para que local se desloca depois - o conhecimento preciso de ambos é impossível."

Richard Feynman, QED - A Estranha Teoria da Luz e da Matéria, Gradiva, Lisboa (1988), pp. 75-76

Algumas das lições deste professor estão gravadas em vídeo e fazem parte de um Curso Aberto do MIT (OpenCourseWare):

  1. Física I - Mecânica Clássica (1999), em alternativa ver playlist do canal MIT do YouTube;
  2. Electricidade e Magnetismo (2002), em alternativa consultar playlist no YouTube;
  3. Vibrações e Ondas (2004), ou em alternativa playlist correspondente.

Legendas adicionadas a vídeo disponibilizado no canal Acorvettes do YouTube pelo aluno Ricardo Campos da Escola Secundária c/ 3ºCEB Dr. Joaquim de Carvalho, participante activo das Escolas Delfos (Matemática para Jovens - Departamento de Matemática da UC) e Quark (Física para Jovens - Departamento de Física da UC):



Mensagens relacionadas deste blogue:

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails