sexta-feira, 15 de junho de 2007

Criadores de Estrelas

As estrelas obtêm a sua energia a partir de reacções de fusão nuclear.
Será o homem capaz de produzir e controlar este tipo de reacções?
ITER (acrónimo de International Thermonuclear Experimental Reactor) é um megaprojecto internacional que visa demonstrar a viabilidade de um reactor de fusão nuclear.
Será que a resolução dos problemas resultantes do esgotamento dos combustíveis fósseis passará pela fusão nuclear?

Mais informação sobre este programa pode ser obtida no sítio oficial do projecto: ITER.

Vídeo disponibilizado pelo YouTuber electracer (clone do vídeo promocional do projecto ITER).




Legendas adicionadas, recorrendo ao serviço overstream, ao vídeo referido (reconstrução concluída a 9 de Fevereiro de 2008):



2 comentários:

João disse...

Porque é possível originar reacções de fissão nuclear e é tão complicado originar fusões nucleares? Pelo que a minha professora de Física me disse, a fusão nuclear tem muito mais vantagens que a fissão..

Carlos Portela disse...

A estabilidade nuclear deve-se à força forte que liga cada nucleão com os seus vizinhos mais próximos (a força forte é de alcance muito curto). Esta força é muito mais intensa do que a força eléctrica de repulsão entre os protões (a força eléctrica tem alcance "infinito").
Nos núcleos pesados existe uma forte repulsão entre os protões e, em certas circunstâncias, o núcleo vai desintegrar-se (fissão nuclear).

Para que ocorra fusão de dois núcleos leves é necessário que estes se aproximem a distâncias da ordem de grandeza do raio nuclear (o qual é extraordinariamnete pequeno). Mas devido à repulsão eléctrica entre os núcleos é extraordinariamente difícil vencer essa barreira.
Precisamos de energias cinéticas cuja ordem de grandeza implica temperaturas elevadíssimas. Essas temperaturas são muito difíceis de obter e todo o processo é complicado de ser controlado.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails