segunda-feira, 14 de maio de 2007

Experiência de dilatação temporal

Experiência em que se utilizam aviões civis e relógios atómicos para comprovar a dilatação temporal de Einstein. A dilatação temporal aplica-se aos satélites que se adiantam 0,01 segundos por ano. É necessário ter em conta este efeito para manter os relógios do satélite sincronizados com os da Terra.

Vídeo de divulgação em que os protagonistas são Richard Keating e Joe Hafele por terem realizado uma experiência histórica em 1971.

Versão disponibilizada no Youtube pelo utilizador stevebd1:




Legendas colocadas sobre o vídeo referido no dia 27 de Dezembro de 2007:




4 comentários:

João disse...

Vou dar isto brevemente.. Não estou a gostar muito da matéria das Relatividades.. é um pouco "idiota" mas pronto.. você é professor de FQ?

Carlos Portela disse...

Embora possa parecer muito "idiota", a relatividade contém muitos ensinamentos profundos e com aplicações importantes. Por exemplo, já usou um GPS? Sabe que para o seu correcto funcionamento é necessário ter em conta a teoria da relatividade.

João disse...

Sim sabia.. trate-me por tu, tenho 17 anos :) Mas é "estúpido" serem válidas duas teorias opostas.. a Galileana e a Restrita..

Carlos Portela disse...

As duas teorias, galileana e einsteiniana, não são opostas. Para velocidades pequenas comparadas com a velocidade da luz, a teoria da relatividade restrita de Einstein coincide com a relatividade galileana. Só para velocidades da ordem de grandeza da velocidade da luz é que se notam as diferenças entre as duas teorias. E, neste caso, o ponto de vista de Galileu está errado.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails